topfiep

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Relação entre exercício físico e doenças crônicas será tema de curso em congresso na UFPI.

O Curso Exercício físico em doenças crônicas não transmissíveis promete ser um dos 13 cursos a agitar o XIV Congresso Piauiense Científico da Federação Internacional de Educação Física – delegacia Regional Piauí – FIEP-PI, de 29 de maio a 1º de junho, no Setor de Esportes da Universidade Federal do Piauí, em Teresina. O curso será ministrado pelo professor especialista em treinamento físico e desportivo pela UFPI, Aureliano Machado e Oliveira, nos dias 30 e 31 de maio, na Academia, de 8h às 12 horas.

O objetivo principal do curso é discutir um assunto que se tornou prioridade para a Organização Mundial de Saúde – OMS, que é a contenção epidemiológica das doenças crônicas degenerativas no mundo. “Está cada vez mais comum a presença desse tipo de grupo na prática de atividade física e a prescrição de exercício físico para esse público requer orientações que possam auxiliar na melhoria destas doenças, não colocando os mesmos em riscos eminentes que possam ser potencializados pela prática de atividade física de forma não especializada”, explicou Aureliano Machado.

Entre as doenças crônicas, estão a obesidade, câncer, hipertensão arterial, osteoartrose, entre outras.

O ministrante afirmou que é necessário e essencial a prática do  exercício físico para esse público, pois a literatura já está consolidada quanto aos benefícios do exercício físico orientado na prevenção e também no tratamento dessas doenças, minimizando a possibilidade de sua reincidência (em casos que permita esse tipo de ação).

“Hoje em dia mais do que conhecer a fisiopatologia da doença é importante para o profissional de educação física entender sobre os mais diversos aspectos que envolvem o tratamento farmacológico dessas doenças, pois há interações importantíssimas entre a a farmacologia das dcnt’s e as variáveis impostas pelo exercício físico”, considera.

O XIV Congresso Piauiense Científico da FIEP-PI está com inscrições abertas pelo site www.fiep-pi.com.br. O evento está com inscrições abertas também para inscrições de trabalhos científicos, ao final todos os participantes de várias áreas do conhecimento. Serão ao todo 13 cursos com ministrantes do Piauí e de renome nacional, além da tradicional Mostra de Dança e a Corrida de Rua, esta voltada somente para os congressistas. A UFPI, UESPI, FSA, FAMEP, Faculdade Maurício de Nassau, UNINovafapi, IESM, Prefeitura Municipal de Teresina, Escola Santa Helena, Eugênio Fortes Academia, ISEPRO, FMS, ADUFPI são parceiras do evento.

Edição Site TV Assembleia

Fonte: Aldeia

Prof. Dr. Em Fisiologia do Ceará diz que um bom programa de atividade física traz resultados para o emagrecimento.

Nos próximos dias 29 de maio a 1º de junho acontece o XIV Congresso Piauiense Científico da Federação Internacional de Educação Física – Delegacia Regional do Piauí  (FIEP-PI),a ser sediado no Setor de Esportes da UFPI, em Teresina. O evento grandioso deverá contar com mais de 600 congressistas de algumas áreas do conhecimento, como educadores físicos, nutricionistas, educadores, pedagogos, turismólogos, fisioterapeutas e profissionais liberais das artes, como bailarinos, dançarinos, e áreas afins, oportunizando aos professores e graduandos a troca de informações, cooperação e integração entre os participantes.
            Doze cursos, a 5ª Mostra de Dança, a 5ª Corrida de Rua e a apresentação de trabalhos científicos fazem parte da vasta programação do evento, disponível no site www.fiep-pi.com.br. Um dos cursos bastante importantes, especialmente para os profissionais e graduandos das áreas de educação física, nutrição e fisioterapia será o Cursos 7 – “Educação Física e emagrecimento”, que será ministrado pelo Prof. Dr. Adriano César Carneiro Loureiro, do Ceará. Formado em educação física e Dr. em Ciências (Fisiologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, ele abordará em dois dias, 30 e 31 de maio, das 13 às 17 horas, na Sala de Dança do Setor de Esportes da UFPI, um curso teórico, cujo objetivo é tentar esclarecer ou mostrar estrategicamente o passo a passo para um programa de emagrecimento bem feito. Segundo ele, o correto não é sair por aí se exercitando e fazendo atividade física, na verdade a pessoa tem que conhecer o processo desde a avaliação inicial adequada, pois nem todo mundo pode fazer qualquer tipo de atividade física. “Tem que entender os processos de consumo de oxigênio e a importância disso no metabolismo e, obviamente, fazer a abordagem em relação ao tipo de treinamento mais adequado e como ele pode ser utilizado para o emagrecimento saudável”, explicou.
Quando alguém pensa em emagrecer e mudar hábitos imediatamente alia esse propósito a uma atividade física. O professor Adriano explicou que a literatura é consensual na questão da prática de atividade física tanto a prevenção como para o tratamento do sobrepeso e da obesidade. “Todos os trabalhos publicados são, praticamente, unânimes em dizer que o exercício aliado a uma boa alimentação são fatores ideais para se conseguir ter benefícios na manutenção do peso corporal, ou seja, o peso corporal considerado adequado para a saúde dos indivíduos”.
Atualmente, a síndrome do sobrepeso e da obesidade tem crescido no mundo, incluindo no Brasil; os dados atuais indicam que mais de 50% da população brasileira está com algum nível de sobrepeso ou obesidade. Para o Dr. Adriano, boa parte da população  busca uma atividade física orientada, que deve ter como objetivo o tratamento e a prevenção da obesidade. “Existem algumas avaliações que precisam ser realizadas antes do início da atividade física, o adequado é primeiro uma avaliação clínica feita por um médico, sendo o primeiro passo para que a pessoa observe seus níveis bioquímicos de sangue, o estado de saúde do coração, entre outros. Depois disso, uma avaliação com o profissional de educação física que fará um anamnese, para ter noção do estilo de vida do indivíduo e a avaliação física, a qual se determinará níveis de aptidão física do indivíduo e de antropometria também para saber como está o percentual de gordura, como está o nível de força, flexibilidade, aptidão aeróbia e a boa composição corporal, esses quatro fatores podem ser observados na avaliação física”.
        Mas por que com tudo isso, as pessoas continuam com sobrepeso, mesmo ainda em academias ou fazendo atividades físicas programadas? O professor Adriano responde que é por que o emagrecimento é multifatorial, portanto, não depende só do exercício. “Por exemplo, pessoas que passam boa parte do dia sentadas e no final do dia vão se exercitar são classificadas como indivíduos insuficientemente ativos, ou seja, o estilo de vida no dia a dia também influencia no gasto calórico, além disso a prática de exercício físico e uma alimentação balanceada influenciam. As pessoas não têm muita noção nutricional e consomem um ou outro alimento achando que não é muito calórico e acaba que é. Além disso, o emagrecimento também tem componente genético, sendo que algumas pessoas podem ter o gene da obesidade o que contribui para o desenvolvimento do sobrepeso e alguns distúrbios hormonais que também acometem alguns indivíduos podem influenciar. Outro fator que compromete o emagrecimento é psicológico, como o estresse do dia a dia… muita gente relaxa um pouco mais quando tem acesso ao alimento, momento quando o indivíduo libera alguns hormônios que dão uma certa sensação de calma, um estágio que de certa forma minimiza um pouco o estresse, então o emagrecimento é uma questão não tão simples”, explicou.
            Ele também explica que tem a questão metabólica. “Existem indivíduos com metabolismo um pouco mais acelerado que de outros e isso tem muito a ver com a composição corporal: quem tem mais massa magra tem o metabolismo um pouco mais acelerado; quem tem mais massa gorda tem mais dificuldade em perder peso e, além disso, existe o treinamento bem orientado, adequado para cada indivíduo, então quando se tem um bom profissional que consegue desenvolver uma estratégia de treinamento com o indivíduo que queira emagrecer adequadamente é óbvio que os resultados serão mais satisfatórios”, assegura o Dr. Adriano Loureiro.
Mais informações e inscrições:
Fones: (86) 3215-5861 / 3215-5860 / 3215-4393 / 9452-5113  / 9981-6160
Imprensa: (86) 99988-5050

Uespi é parceira do Congresso da Federação Internacional de Educação Física.

Evento será de 29 de maio a 1º de junho, no Setor de Esportes da UFPI.

A Federação Internacional de Educação Física (Fiep), por meio da Delegacia Regional do Piauí, promove o XIV Congresso Piauiense Científico, com o tema ‘Educação Física – Novas tecnologias’ e o 14º Encontro Interdisciplinar, com o tema "Descobrindo caminhos através da música, das atividades físicas, recreativas e cognitivas". A Uespi é parceira do evento.
O evento terá edição especial em sua 14ª edição anual, pois homenageará os 70 anos da Fiep Brasil e é muito solicitado por profissionais de algumas áreas do conhecimento e já está com a programação pronta para o período de 29 de maio a 1º de junho de 2019, no Setor de Esportes da Universidade Federal do Piauí (UFPI).
Várias atividades e cursos movimentarão os dias do evento que tem na coordenação geral a Delegacia Regional da Fiep Piauí. Todos os participantes inscritos receberão certificado.
Podem participar profissionais e estudantes de Educação Física, Pedagogia, Educação, Fisioterapia, Turismo, Educação Artística e outras áreas afins, como bailarinos, dançarinos, técnicos desportivos e personal. O objetivo do evento é promover a cooperação técnica e didática entre os profissionais e estudantes das instituições de ensino e as diversas áreas do conhecimento, por meio da consolidação da atividade física, recreativa, social e inclusiva de várias gerações.
Os congressistas poderão apresentar trabalhos científicos. O prazo final para envio dos trabalhos é 14 de maio. Ao final, os trabalhos serão públicos em edição especial da Revista Científica Internacional da Fiep.
Os cursos tão esperados para este ano e que contam com turmas lotadas serão 13, com ministrantes de muito experiência e renome local e nacional.
As inscrições podem ser feitas imprimindo a ficha de inscrição no site www.fiep-pi.com.br ou nas coordenações de ensino dos cursos de Educação Física nas instituições de ensino superior, como a UFPI, Uespi, Isepro, Famep, UniFSA, Fapi, Iesm, Faculdade Maurício de Nassau e Uninovafapi.
Até o dia 11 de maio, a inscrição custa R$ 100. Até 22 de maio, será R$ 120 e até o dia 29 de maio, ao custo de R$ 150. Informações: (89) 3215-5861/3215-5860/3215-4393/99452-5113/9998106160.

Programação Completa do XIV Congresso Piauiense Científico da Fiep-PI
Setor de Esporte UFPI - Teresina
Curso 01:
Dança na escola: o quê e como ensinar – Prof. Roberto Freitas – Teresina
Dias: 30 e 31 de maio - 8h às 12h – Ginásio


Curso 02:
Tópicos avançados em hipertrofia muscular – Prof. Dr. Fabrício Eduardo Rossi – SP
Dias: 30 e 31 de maio - 8h às 12h – Auditório

Curso 03:
Exercício físico em doenças crônicas não transmissíveis – Prof. Ms. Aureliano Machado de Oliveira – Teresina
Dias: 30 e 31 de maio - 8h às 12h – Academia

Curso 04:
As entrelinhas do emagrecimento: genética, obesidade, exercício físico & nutrição –Prof. PHD Rodrigo Gonçalves Dias - Maranhão
Dias: 30 e 31 de maio - 8h às 12h – Sala de Dança

CURSO 05:
Jogos na internet –Prof. Ms. Danilo de Faria Reis Evangelista e Luiz Rafael Soares Melo- Teresina
Dias: 30 e 31 de maio - 8h às 12h – Sala de Aula

Curso 06:
Circuito escolar – movimentando saberes – Prof. Esp. Miryam Brauch – RS
Dias: 30 e 31 de maio - 13h às 17h – Ginásio
Curso 07:
Exercício físico e emagrecimento – Prof. Dr. Adriano César Carneiro Monteiro – CE
Dias: 30 e 31 de maio - 13h às 17h – Sala de Dança
Curso 08:
Treinamento funcional moderno – Prof. Esp. Francisco Filho e Prof. Esp. Gabriel Silva - Teresina
Dias: 30 e 31 de maio - 13h às 17h – Auditório
Curso 09:
Iniciação desportiva na corrida de rua– Prof. Esp. Maurício Fco. De Oliveira Pachêco - Teresina
Dias: 30 e 31 de maio - 13h às 17h – Academia
Curso 10:
Libras: necessidade emergente de comunicação – Prof. Dr. Estélio Silva Barbosa - Teresina
Dias: 31 de maio - 17h30 às 22h / 1º de junho – 8h às 12h – Sala de Aula
Curso 11:
Massagem anti estresse – Prof. Ms. André Leonardo Silva Nessi - SP
Dias: 31 de maio - 17h30 às 22h /1º de junho – 8h às 12h – Sala de Dança
Curso 12:
A recreação como atividade física – Prof. Esp. Jarbas Mousinho - Teresina
Dias: 31 de maio - 17h30 às 22h / 1º de junho – 8h às 12h - Academia
Curso 13:
Workshop mix dance – Prof. Esp. Max Dourado - Teresina
Dias: 31 de maio - 17h30 às 22h / 1º de junho – 8h às 12h - Ginásio
Mostra de dança
Dia 30 de maio – 18 horas – Ginásio

Corrida de rua
Dia 31 de maio – 6h – Setor de Esportes – 5 km (para congressistas)

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Educação física na rede municipal de educação proporciona vivências esportivas e culturais em Belém.

Professora Rosa Costa, que recebeu o Troféu TOP FIEP BRASIL

Com ações que oportunizam a inclusão social por meio de vivências esportivas, recreativas, culturais e corporais, a Secretaria Municipal de Educação (Semec) vem promovendo atividades esportivas no dia-a-dia das unidades escolares. Por meio do Departamento de Educação Física (DEEF), os alunos da educação infantil, ensino fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA) têm acesso a práticas que contribuem para multiplicar as suas possibilidades de aprendizagem.

A educação física está presente em 81 escolas de ensino fundamental da rede municipal. Desse total, 67 unidades possuem espaços para a prática das atividades esportivas. Em 2018, cerca de 116 unidades de educação infantil e escolas de ensino fundamental receberam material esportivo. Em 2019, novas aquisições já foram solicitadas.

No último ano, a Semec investiu principalmente na formação continuada dos professores, com a chamada Hora Pedagógica, que reserva semanalmente um turno para que o docente possa se dedicar a estudos, pesquisas, planejamento e avaliação. Foram sete temáticas que foram apresentadas para cerca de 90 professores, com oficinas como “Capoeira nas escolas” e “Propostas de atividades em quadra”.

A partir das formações surgiram projetos de extensão em 14 escolas da rede, levando atividades físicas, culturais e de recreação que possam contemplar o acesso não só da comunidade escolar, mas também da comunidade do seu entorno. Com os projetos, o tempo de permanência do aluno na escola aumenta, assim como o atendimento à coletividade, ajudando no combate ao ócio e na prevenção e enfrentamento da violência.

Entre os projetos de extensão, os mais comuns nas escolas são aqueles relacionados a algum esporte, como futsal, basquete, handebol e vôlei. Os projetos de dança estão presentes em cinco escolas. E em uma delas existe um projeto de extensão específico de capoeira.

A capoeira também faz parte de um projeto especial, o Capoeira nas Escolas, uma estratégia para trazer atividades lúdicas, esportivas, socializadoras, educativas e culturais para o ambiente escolar. A Semec conta com 20 instrutores de capoeira que atendem alunos matriculados, egressos e a comunidade em 23 unidades escolares.

O trabalho da educação física na rede municipal vem sido reconhecido através das premiações que os professores recebem, como a professora Rosa Costa, que recebeu o Troféu TOP FIEP BRASIL, uma promoção da Delegacia Geral da Fiep (Federação Internacional de Educação Física) no Brasil.

"Sinto-me gratificada em receber este prêmio, me sinto feliz pelo reconhecimento ao trabalho prestado, que sempre realizei com muito zelo e eficiência", disse a professora. O prêmio é resultado do trabalho com o projeto Teia dos Saberes, que trabalha múltiplas linguagens através de brinquedos que utilizam materiais reciclados.
Texto: Vanessa Pinheiro
Foto: Wilmar Hermann

domingo, 10 de fevereiro de 2019

Rosa Costa ensina alunos e professores a produzir o próprio material da recreação.

Criatividade, engajamento e compromisso social, definem a atuação da educadora física da rede pública municipal de Belém, Rosa Costa. Aos 55 anos, mais de 30 atuando na magistério público, professora Rosinha, como é conhecida pelos estudantes, corou a carreira com o troféu Top Fiep Brasil, premiação promovida pela Delegacia Geral da Federação Internacional de Educação Física (Fiep) no Brasil.




Rosinha participa do projeto Teia dos Saberes, criado em 2017, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Belém (Semec). O programa integra atividades de educação física, recreação e interação com todas as disciplinas do ensino fundamental.
Como a própria educadora conta, ela atende em média 200 alunos nos recreios, onde ensina a confeccionar os materiais que utiliza para as atividades. "As crianças amam fazer os próprios materiais que vamos utilizar. Usamos material que ia pro lixo, como lata, garrafa pet, madeira, tudo dá pra se transformar em brinquedos", ensina.
Mas, o prêmio não é o primeiro da vida da educadora física. Ela já recebeu várias premiações, no Senado Federal, pela participação no Projeto Educação Física sem Fronteiras.
E foi justamente este projeto internacional, que a levou a viajar toda a América do Sul e Central, ensinando professores de educação física a trabalhar produtos com material barato e que têm à disposição para utilizar com seus alunos. No México, a professora também recebeu premiações pelo trabalho desenvolvido, onde recebeu os troféus, Áquila de Prata e Guerreiros do México. 
"Eu faço tudo com muito amor e dedicação. O resultado é muita satisfação, pois amo ser professora, amo ser ser educadora física", afirma Rosinha.
Assista a entrevista da educadora Rosa Costa ao jornalista Daniel Santos do Portal Roma News:
https://www.romanews.com.br/cidade/professora-de-educacao-fisica-premiada-por-uso-de-material-reciclavel/29240/

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

15º Prêmio Top FIEP Brasil 2018/2019.

TROFÉU
Professora da rede municipal de ensino é premiada nacionalmente.
Querida por alunos e corpo docente da Escola Municipal de Ensino Fundamental Josino Viana, do bairro da Pedreira, a professora de educação física, Rosa da Costa, foi premiada com o Troféu TOP FIEP BRASIL, evento promovido pela Delegacia Geral da Federação Internacional de Educação Física (Fiep) no Brasil, que premia os profissionais de várias regiões do Brasil.

A premiação foi resultado do projeto “Teia dos Saberes”, criado em 2017, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semec). O projeto surgiu com o objetivo de mesclar diversão e aprendizado na hora do recreio, para que as crianças possam ter uma ocupação, a partir do lúdico, com materiais alternativos e coloridos, socializando e promovendo a inclusão entre os alunos. “A ‘Teia’ é um emaranhado de fios que fortalecem uns aos outros. E através da brincadeira nós vamos para os emergentes, trabalhando as habilidades motoras que são os movimentos, a parte do equilíbrio e a parte cognitiva”, destaca a professora Rosa da Costa, conhecida na escola como Rosinha.

Os assuntos tratados em sala de aula também são guias para as brincadeiras executadas e criadas pela professora, trabalhando as disciplinas de língua portuguesa, matemática e ciências. “Nós enquanto escola temos que trabalhar em parceria e a Rosinha que já faz esse trabalho há anos aqui vem somar ainda mais com esse pertencimento. O aluno ganha mais um motivo para querer ficar na escola”, comenta o professor do 4° ano, Anderson Silva.

A aluna Nathallyn Beatriz, de 9 anos, participou das atividades e não escondeu o quanto se divertiu. “Eu acho muito legal o projeto dela, a gente senta na quadra e faz brincadeiras de competições. A minha atividade preferida é quando sentamos e cantamos juntos”, diz a estudante do 4° ano.

“A tia Rosinha ensina de um jeito legal, diferente e com brincadeiras. A gente aprende muito”, conta empolgada a estudante Hariely Brasil, de 9 anos, também do 4° ano.
Reunidos na quadra, os alunos de idade e séries diferentes, socializam e aprendem sobre a importância da inclusão e do respeito. “Isso é bom para que as crianças possam desenvolver uma socialização mais ampla, ou seja, sai da sala de aula com essa socialização e passa para um todo”, conta Lidianne Garcia, diretora da escola.
O projeto “Teia dos Saberes” atinge quase cinco mil alunos de escolas municipais, unidades de educação integral (UEI) e unidades pedagógicas. Só na escola Josino Vieira são quase 200 alunos, na faixa etária de 5 a 12 anos, do 1° ao 5° ano.
Premiação - O Troféu TOP FIEP BRASIL é uma Promoção da Delegacia Geral da Fiep (Federação Internacional de Educação Física) no Brasil, realizado há 15 anos com o objetivo de homenagear profissionais de todo o país, por uma votação on-line dividida em sete categorias: Especial, Profissionais, Estudantes, Livros, Revistas, Marca e Internet. A premiação foi entregue em Janeiro deste ano, durante o Congresso Internacional da FIEP, em Foz do Iguaçu.                        
Texto:
Jamylle Araújo
http://www.belem.pa.gov.br/

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Eleita e empossada a primeira diretoria da Academia Brasileira de Educação Física.

A educação física ganhou enorme notoriedade neste fim de semana em Foz do Iguaçu. Tendo como local a Casa da destes profissionais ligados a Federação Internacional de Educação Física (FIEP), foi eleita e empossada a primeira diretoria da Academia Brasileira de Educação Física (ABEF).
Assumiu a presidência da entidade o também presidente da FIEP, o professor e doutor iguaçuense Almir Adolfo Gruhn; como vice o professor doutor José Fernandes Filho do Rio de Janeiro; como secretário o professor mestre, Cássio Hartmann de Alagoas; e como tesoureiro, o professor doutor Paulo Ernesto Antonelli, de Minas Gerais. O evento fez parte das comemorações dos 70 anos de criação da FIEP.
(D.M. Esportes/Foto:  Wilmar Hermann)
Fonte: https://gdia.com.br/eleita-e-empossada-a-primeira-diretoria-da-academia-brasileira-de-educacao-fisica/

34º Congresso Internacional de Educação Física – FIEP 2019.

Trabalhos Científicos.
Congresso Científico Latino-Americano da FIEP 2019.
“Prof. Dr. Manoel José Gomes Tubino”
Comissão avaliadora!


 Marcos Kaka Medeiros NascimentoDivanalmi MaiaHideraldo SantosMarilane SantosEliane Cunha GonçalvesEstélio Silva BarbosaAide AngelicaGildasio Dos Santos SantosCassio HartmannPaulo Eduardo CarnavalJesús José Montenegro BarretoDirce CorreaAndré PeresFabio Castilha Muzenza Capoeira Pedagógica Paula Roquetti FernandesJosé Fernandes FilhoWeliton Gorski,Poliana PiovezanaAna Paula Albuquerque e Rosinha Costa.