Congresso de Ed Física 2016

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

01 de setembro – Dia do Profissional de Educação Física.


No dia 01 de setembro, comemora-se em todo o país o Dia do Profissional de Educação Física. Essa data, que tem como objetivo valorizar esse profissional, foi escolhida por coincidir com o dia em que entrou em vigor a lei 9696/98, que dispõe sobre a regulamentação da profissão e criou o Conselho Federal e os Regionais de Educação Física.
profissional de Educação Física possui como função principal promover a saúde da sociedade por meio de atividades corporais. Segundo o Conselho Federal e os Regionais da área, é considerado um profissional de Educação Física aqueles que realizam as atividades de: “Professor de Educação Física, Técnico Desportivo, Treinador Esportivo, Preparador Físico, Personal Trainer, Técnico de Esportes; Treinador de Esportes; Preparador Físico-corporal; Professor de Educação Corporal; Orientador de Exercícios Corporais; Monitor de Atividades Corporais; Motricista e Cinesiólogo.”
Para trabalhar na área de Educação Física, é necessário ter curso superior e estar devidamente registrado no conselho. O registro só não é obrigatório para aqueles que trabalham com artes marciais, dança e yoga, atividades que não possuem como finalidade o condicionamento físico. A falta de registro, nos casos em que se faz necessário, configura o exercício ilegal da profissão.
O curso de Educação Física pode ser encontrado em duas modalidades:licenciatura e bacharelado. Pessoas que cursaram licenciatura podem atuar exclusivamente na Educação Básica, e aqueles que realizaram bacharelado podem atuar em todas as áreas que não forem ensino.
Muitas pessoas possuem a ideia errônea de que, ao realizar um curso de Educação Física, as disciplinas serão exclusivamente voltadas para a prática de esportes, danças ou condicionamento físico. Entretanto, é importante destacar que o estudante dessa área terá uma boa base de Biologia, com aulas voltadas para a anatomia e fisiologia do corpo. Além disso, quando se opta pela licenciatura, várias disciplinas da área da educação são realizadas, tais como psicologia e prática pedagógica.
Ao final do curso, o Profissional de Educação Física estará apto a promover a saúde da população, atuar no ensino, cuidar dos atletas, ajudar os idosos, cuidar das gestantes, proporcionar qualidade de vida para pessoas com deficiências, ajudar na recreação de hotéis e clubes, melhorar o condicionamento físico da população, entre várias outras atividades importantes.
A comemoração do Dia do Profissional de Educação Física é uma grande vitória para a categoria, pois demonstra que a cada dia a profissão está ganhando mais espaço e sendo valorizada.
Fonte: CREF18.

domingo, 23 de julho de 2017

CONGRESSO INTERNACIONAL, X CONGRESSO REGIONAL DA FIEP ALAGOAS, VI JORNADA INTERDISCIPLINAR. 40 ANOS DA FIEP EM ALAGOAS.

Cartaz do Congresso Internacional. - X congresso de Educação Física da FIEP/AL - VI Jornada Interdisciplinar. Maiores informações: fiepalagoas1977@gmail.com

33º Congresso Internacional de Educação Física - FIEP 2017.

Viva a experiência de participar do Congresso FIEP, assim como mais de 63 mil congressistas já fizeram. 
Data: 13 a 17 de janeiro de 2018
Local: Faculdade UDC/Colégio Dinâmica
Em Foz do Iguaçu - PR.
Maiores informações: http://www.congressofiep.com/

sábado, 13 de maio de 2017

Mãe, apenas três letras.

Mãe, três letras apenas, as desse nome bendito… Também o céu tem três letras e nelas cabe o infinito.
Para louvar nossa mãe, todo o bem que se disse nunca há de ser tão grande como o bem que ela nos quer.
Palavra tão pequenina… Bem sabem os lábios meus que és do tamanho do céu e apenas menor que Deus!

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Últimos dias para as inscrições do Congresso Piauiense Científico da Fiep-PI.


Faltam três dias para o término das inscrições para o XII Congresso Piauiense Científico da Federação Internacional de Educação Física - Delegacia Regional Piauí e 12º Encontro Interdisciplinar, que acontece nesta semana, de 26 a 29 de abril, no Setor de Esportes da Universidade Federal do Piauí. A programação, como nos anos anteriores, é vasta e as vagas são limitadas. São esperados pela coordenação do congresso, cerca de 800 congressistas de todo o Piauí.  No próximo dia 26, dia da abertura do evento, é também o último prazo para as inscrições. Podem se inscrever além de educadores físicos, profissionais de fisioterapia, educação, turismo e demais áreas afins, além de profissionais liberais de áreas como música e dança.
Nesta quarta-feira (26), acontece o credenciamento, hospedagem e entrega de material, no Setor de Esportes da UFPI, onde todo o evento se concentrará, entre 7h30 às 12h e de 13h às 17h30. No dia 27, a partir das 7h30, começam todos os 12 cursos, sendo os cursos de 1 a 6 pela manhã, e de 13h às 17h30, começam os cursos de 7 a 12. A partir das 17h30, acontece a abertura do 12º Encontro Interdisciplinar, com exposição dos trabalhos científicos inscritos, no pavilhão do Setor de Esportes, e a 3ª Mostra de Dança, que acontecerá no ginásio esportivo, a partir das 18h30.
Com inscrições já encerradas, a Mostra de Dança é um evento dentro do congresso, que chaga ao seu terceiro ano consecutivo, com o objetivo de valorizar e apresentar os trabalhos de dança de toda população universitária e profissionais de Educação Física, que vivenciam a Dança na Escola ou na Universidade/Faculdade. Entre os estilos permitidos estão jazz, sapateado, danças de rua, balé de repertório, clássico livre, danças populares, danças urbanas, folclóricas, entre outros. Podem ser apresentações individuais, duo, trio e conjuntos. Cada apresentação dura entre três e oito minutos. Nos anos anteriores, o público lotou o ginásio para assistir às apresentações.
Na sexta-feira (28), continuam as cargas horárias dos 12 cursos, que trazem temas variados e ministrantes reconhecidos em várias áreas. Sendo que o dia começa a partir das 6 horas, com a 3ª Corrida de Rua, com 5 km de percurso, no entorno da UFPI.  Para se inscrever basta seguir os passos no link inscrições do site da Fiep ou se dirigir às coordenações dos cursos de Educação Física da: UFPI, UESPI, UNINOVAFAPI, IESM, MAURÍCIO DE NASSAU , FAMEP, ISEPRO, FAPI e FSA. Acesse: http://fiep-pi.com.br/2017/inscricoes/.
Da Redação
redacao@cidadeverde.com

terça-feira, 18 de abril de 2017

20 de abril, dia do professor de Educação Física sem Fronteiras da FIEP.

 O Projeto SEM FRONTEIRAS DA FIEP surgiu em 2007, por iniciativa de brasileiros e argentinos, que estiveram em todos os países da América Central, parte continental e a partir de 2008, iniciou a atuação no Brasil. Até o ano de 2013 foram visitados todos os estados brasileiros. A partir do ano de 2014, o Projeto SEM FRONTEIRAS, que viajava com um grupo de 10 a 14 pessoas subdividiu-se em GRUPO 1 e GRUPO 2, hoje tem como coordenadores – G1 (Almir Gruhn) e G2 (Leonor e Rosinha), e essa subdivisão está composta de mais de 10 pessoas e o G1 e G2 viajam com um grupo de 6 a 8 Profissionais.
Esta foto foi tirada em 2011, neste momento os professores sem fronteiras visitavam os estados da região sul.
Esta foto foi tirada em Boa Vista/RR - 2017 - G2
Esta foto foi tirada em Boa Vista/RR - 2017 - G2.
Esta foto foi tirada em Boa Vista/RR - 2017 - G2.

19 de Abril, o Dia do Índio.

Comemorações e importância da data 

Neste dia do ano ocorrem vários eventos dedicados à valorização da cultura indígena. Nas escolas, os alunos costumam fazer pesquisas sobre a cultura indígena, os museus fazem exposições e os municípios organizam festas comemorativas. Deve ser também um dia de reflexão sobre a importância da preservação dos povos indígenas, da manutenção de suas terras e respeito às suas manifestações culturais. 

Devemos lembrar também, que os índios já habitavam nosso país quando os portugueses aqui chegaram em 1500. Desde esta data, o que vimos foi o desrespeito e a diminuição das populações indígenas. Este processo ainda ocorre, pois com a mineração e a exploração dos recursos naturais, muitos povos indígenas estão perdendo suas terras.
Visita dos professores sem fronteiras na reserva indígena Taba Lascada.
 Visita dos professores sem fronteiras na reserva indígena Taba Lascada.
  Lago Caracaranã 
  Reserva indígena Taba Lascada.

sábado, 15 de abril de 2017

PROFESSORES SEM FRONTEIRAS DA FIEP G1 & G2.

O Projeto SEM FRONTEIRAS DA FIEP surgiu em 2007, por iniciativa de brasileiros e argentinos, que estiveram em todos os países da América Central, parte continental e a partir de 2008, iniciou a atuação no Brasil. Até o ano de 2013 foram visitados todos os estados brasileiros. A partir do ano de 2014, o Projeto SEM FRONTEIRAS, que viajava com um grupo de 10 a 14 pessoas subdividiu-se em GRUPO 1 e GRUPO 2, hoje tem como coordenadores – G1 (Almir Gruhn) e G2 (Leonor e Rosinha), e essa subdivisão está composta de mais de 10 pessoas e o G1 e G2 viajam com um grupo de 6 a 8 Profissionais. VIAGENS DE 2017 – O G1 atuará de 16 a 23 de abril, no estado do Paraná nas cidades de Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçu e Pato Branco e comemora os 40 ANOS DA FIEP-PR e o G2 vai ao extremo norte do Brasil à RORAIMA, no período de 4 a 9 de abril.

Material de divulgação do grupo 1 
Material de divulgação do grupo 2.

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Aniversario da Ilha de Caratateua, programação especial celebra os 124 anos de Outeiro até domingo, 16

Crianças e adolescentes tiveram atenção especial com atividades educativas e de lazer.

Como parte das comemorações pelo aniversário de 124 anos,  o distrito de Outeiro foi o primeiro da capital a receber o programa Prefeitura no Bairro,  que durante três dias, reuniu órgãos da administração municipal em uma ação com serviços de cidadania, saúde, infraestrutura e saneamento, entre outros. A programação teve início na segunda-feira, 10, e encerrou hoje, na Praça da Água Boa.

As crianças da Escola Professor Pedro Demo e visitantes também puderam aproveitar a ação com brincadeiras da palhacinha Tia Emília e outras apresentações culturais, oficinas e biblioteca, coordenadas pela Semec. Já a Sejel ofereceu a atividades do projeto Brinca Belém, com brincadeiras lúdicas, pintura, desenho e oficinas de arte  e de esporte. 

Fonte: http://www.agenciabelem.com.br/Noticia/144625/acao-integrada-prefeitura-no-bairro-tem-grande-procura-em-outeiro

Professores Sem Fronteiras da FIEP BRASIL G2 em RR.

GRUPO 2 COLOCA A FIEP BRASIL EM DESTAQUE EM RORAIMA.
Sem Fronteiras em frente do Instituto Federal de RR.

PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA SEM FRONTEIRAS DA FIEP BRASIL GRUPO 2 EM RR.

SEM FRONTEIRAS DA FIEP BRASIL - GRUPO 2 - MAIS UMA VEZ MARCOU PRESENÇA LEVANDO A EDUCAÇÃO FÍSICA AO EXTREMO NORTE DO BRASIL.



Graças a Deus, mais uma vez, a missão foi cumprida pelo Projeto PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FÍSICA SEM FRONTEIRAS DA FIEP DO BRASIL, GRUPO 2, formado pela Coordenação de RR (Moacir Souza) e do G2 (Leonor - PI e Rosinha - PA) e pelos demais: Sonia - PR, Marilane - MG, Telino - PE, Divanalmi - PB, Danielle/Hideraldo - RN e David - PI e nós que fomos ASSESSOR DE IMPRENSA da turma.
Foram 6 dias, de 4 a 9 de abril, com centralização na cidade de BOA VISTA e passagem em forma turística em BONFIM, NORMANDIA (Lago Caracaranã - reserva indígena, no extremo norte da GUIANA INGLESA).
Amigos, indiscutivelmente organizar a estada dos SEM FRONTEIRAS reverte-se de uma árdua tarefa. O Grupo 2, que acompanhamos mais, desde a divisão em duas turmas, tem tido uma excelente participação nesse fechamento de 3 anos: Nos estados de PE, PB e RN, em 2015 ... MA e PI - 2016 e agora RR - 2017. Formou um grupo coeso com qualidade na ministração de suas aulas, com discernimento se é para um turno, 2 turnos ou 3 turnos. Nesse ano teve uma culminância com todos os participantes se agruparam num ginásio e cada professor fez uma explanação da sua atividade e deu aula prática e no final com a união de DIVANALMI/ TELINO/ROSINHA e LEONOR houve uma integração.
Ninguém faz nada sozinho, mas tem que ter qualidade para poder aglutinar a sua equipe e isso ficou patenteado com a coordenação do MOACIR SOUZA, Delegado regional da FIEP de RR. Vimos o professor felicíssimo, porque tudo deu certo (claro só quem organiza sabe quando há um pequeno desacerto). Diz: "Estamos muito felizes, porque recebemos um qualificado corpo docente da FIEP BRASIL, de vários estados brasileiros e isso foi a avaliação dos alunos que conversamos." Prossegue: " Quero agradecer muito mesmo ao INSTITUTO FEDERAL DE RR, pela sua direção e colegas de trabalho, pois essa participação foi fundamental para que tivéssemos o êxito que vivemos agora, nesse encerramento do curso, com uma boa presença de alunos e colegas Profissionais de Educação Física. Foi possível sim fazer esse evento,graças a essas parcerias que foram levantadas e aconteceram." Finalizou desejando um bom retorno aos colegas, mas lembrou que acabou a parte de ministração de aulas, porque o evento continua com a visita que acontece à BONFIM, NORMANDIA e ao lago CARACARANÃ, onde os SEM FRONTEIRAS irão pousar, dormindo em rede."
A foto mostra o carinho dos SEM FRONTEIRAS às Senhoras, colegas do MOACIR, que na retaguarda tocaram administrativamente  o INTERCÂMBIO.
Aqui uma amostra da atividade integradora que tem marcado sempre o término das atividades dos SEM FRONTEIRAS, o "barquinho" 
Lago Caracaranã - Uma reserva indígena.
A atividade docente acabou. Mas o coordenador Moacir havia programado uma esticadinha até as cidades de Bonfim, Normandia e Ex- Guiana Inglesa. A turma gostou demais, claro além das comprinhas na zona franca de Lethem, teve a visita à área indígena dos MACUXIS junto ao lago Caracaranã. Lá um churrasco à noite, e um pouso diferente, certamente para muitos, quando todo o grupo dormiu em rede.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Feliz Páscoa 2017!

Este é o momento de celebrarmos o recomeço, de gradecermos pela vida, de acreditarmos de que juntos, podemos ser cada vez melhores.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

SEM FRONTEIRAS EM BOA VISTA - RR.

ABERTURA DO EVENTO ACONTECEU NO INSTITUTO FEDERAL, COM BANDA, HOMENAGENS E A CERTEZA DE QUE A EDUCAÇÃO FÍSICA ACONTECE EM RR.
Alguns dos Integrantes na chegada no Aeroporto 
Grupo completo registra foto na frente do INSTITUTO FEDERAL DE RR 
SEM FRONTEIRAS já no auditorido do IF RR 
Iniciando o Evento
De 4 a 9, O Grupo 2 dos Professores Sem Fronteiras da FIEP BRASIL estarão em Roraima, na cidade de Boa Vista, Bonfim e Normandia. A solenidade oficial de abertura aconteceu no auditório do Instituto Federal de Roraima com a apresentação da Banda Marcial do IFRR;A formação da mesa diretiva com integrantes do Instituição: Professores Castro e  Ananias, Alexandre Barbosa, do CREF 8, Moacir Souza, Delegado da FIEP RR e as coordenadoras do Grupo 2 do Projeto Sem Fronteiras, Rosinha e Leonor.

   Na sequência teve o Hino Nacional Brasileiro e o Hino dos Sem Fronteiras do Brasil.


    Moacir Souza, Coordenador por RR do Evento, foi o primeiro a se manifestar e o fez agradecendo a sua equipe de trabalho e o apoio do Instituto Federal, pela sua diretoria, departamentos e alunos que fizeram parte das várias comissões. Destacou o orgulho de RR receber os Sem Fronteiras que é constituído por altruístas e apaixonados pela Educação Fisica, que se deslocam de seus estados para fazerem acontecer a EDUCAÇÃO FISICA nos estados brasileiros; Por outro lado, O Pró-Reitor de Extensão, Nadson Castro e o Diretor do Campus, Ananias Noronha destacaram que o IFRR cumpre, mais uma vez, com a sua disposição de fazer e estar presente em atos que confirmam e creditam ações na área educativa e orgulhosamente a presença dos Profissionais de Educação Física de vários estados justificam o esforço da DELEGACIA DA FIEP de Roraima trazê-los aqui para fortalecer ainda mais o CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO IFRR, tido como o carro chefe do IFRR.

        Os integrantes do Grupo de Profissionais de Educação Física foram chamados a subirem ao palco, ao som de uma música escolhida por eles, o que deu um brilho muito especial, pois muitas delas caracterizavam os seus estados de origens. Eles receberam um kit do IFRR e  um flâmula da Coordenação do Projeto, que caracterizava o cartaz promocional que figuravam todos os participantes do Projeto.
 MEDALHA SANTA MARIA/QUILISPORT

Prof. Clery, em nome da cidade de Santa Maria e na qualidade de diretor de QUILISPORT,  fez a outorga de uma Medalha com certificado e foi entregue também  camiseta do CREFRS aos professores Moacir, Rosinha e Leonor, pela suas atuações junto as suas comunidades e a coordenação desse Evento.
CURSOS INICIAM NESSA QUARTA

      Nas instalações do IFRR serão realizados cursos nas especialiadades dos nove professores SEM FRONTEIRAS, na seguinte sistemáticas: Turmas de manhã e tarde, terãos 3 turnos de aulas, até sexta-feira. No sábado e domingo, os SEM FRONTEIRAS farão turismo nas cidades de NORMANDIA e BONFIM
 
 

segunda-feira, 3 de abril de 2017

IFRR sedia mais uma edição do Intercâmbio dos Professores de Educação Física sem Fronteiras.

por Sofia Rodrigues Lampert — publicado 03/04/2017 17h45, última modificação 03/04/2017 17h46
IFRR sedia mais uma edição do Intercâmbio dos Professores de Educação Física sem Fronteiras
Nesta terça-feira, dia 4, inicia-se o Intercâmbio dos Professores de Educação Física sem Fronteiras, da Federação Internacional da Educação Física (Fiep-Brasil-G2), no auditório do Campus Boa Vista do Instituto Federal de Roraima (IFRR). A solenidade de abertura, com inicio às 19 horas, será marcada pelo credenciamento dos participantes, por momento cultural com alunos do IFRR, palestra, apresentação dos dez profissionais que proferirão palestras e ministrarão cursos, homenagens, além de posse do novo delegado adjunto da Delegacia da Fiep em Roraima.
O intercâmbio, que vai até o dia 9, terá ainda palestras educativas, cursos, visitas institucionais, passeios turísticos, entre outras atividades que buscam a motivação e a interação de estudantes e profissionais da Educação Física
As duas primeiras palestrantes chegaram a Boa Vista na madrugada desta segunda-feira, dia 3. São elas: Rosa Costa, delegada regional da Fiep-PA, e Sônia Bordin, de Foz do Iguaçu (PR), que abordará o tema “Nutrição desportiva”. O delegado regional da Fiep-RR, professor Moacir Augusto de Souza, do CBV, que está à frente da organização do intercâmbio, fez questão de recepcionar as profissionais e apresentá-las aos gestores do IFRR.

No começo da manhã, elas se reuniram, na Reitoria do IFRR, com o reitor em exercício, professor Nadson Castro dos Reis. Ele, na ocasião, disse estar muito contente pelo Campus Boa Vista ser o palco principal do encontro. Além disso, agradeceu a vinda das profissionais e falou, de modo sucinto, sobre a atuação da instituição no Estado de Roraima. Reis, durante a reunião, participou, por telefone, de entrevista à Rádio Imembuí, de Santa Maria (RS), e respondeu a perguntas feitas pelo assessor de imprensa Clery Quinhones de Lima, também integrante da equipe de organização do intercâmbio e um dos palestrantes. 
Mais tarde, as duas professoras se reuniram com o diretor-geral em exercício do Campus Boa Vista (CBV), professor Ananias Noronha Filho. Ele falou às visitantes sobre a importância dos esportes para o CBV, que acabou de sediar a primeira etapa dos Jogos Intercampi do IFRR/2017. O diretor deu boas-vindas às professoras e confirmou sua participação na solenidade.


Conforme dados da organização do intercâmbio, perto de 500 pessoas se inscreveram para essa edição. A inscrição, realizada até o dia 24 de março, foi feita mediante a doação de um quilo de alimento não perecível, que será revestido em benefício de campanhas sociais. Entre os objetivos do evento estão divulgar o trabalho da Fiep; valorizar a educação física como direito do cidadão; apresentar perspectivas e desafios sobre a atuação aos estudantes e aos profissionais da área; coletar dados sobre o cenário profissional para registro em livros organizados e publicados pelo IFRR, entre outros.
Parcerias – Para a realização do intercâmbio, a Delegacia Regional da Fiep conta com o apoio de outras instituições, além do IFRR, como a Estácio Atual, a Universidade Estadual de Roraima (Uerr) e o Conselho Regional de Educação Física (Cref 8).
FIEP – A Federação Internacional de Educação Física (Fiep), promotora do evento, é um organismo mundial que, junto com outros, luta pela difusão da Educação Física e do esporte na perspectiva da educação. Tem como objetivo promover, em todos os países, o desenvolvimento das atividades físicas, educativas, recreativas, lazer, saúde e esportes para todos, bem como a formação dos professores, atualizando e aperfeiçoando constantemente esses profissionais e contribuindo para a cooperação internacional nesses domínios.

Sofia Lampert
Ascom/Reitoria
Fotos: Simone Moreira e Sofia Lampert
3/4/2017

sábado, 1 de abril de 2017

Dia Mundial de Conscientização do Autismo.

O Dia Mundial do Autismo, celebrado anualmente em 2 de abril, foi criado pela Organização das Nações Unidas em 18 de dezembro de 2007 para a conscientização acerca dessa questão. No primeiro evento, em 2 de abril de 2008, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, elogiou a iniciativa do Catar e da família real do país, um dos maiores incentivadores para a proposta de criação do dia, pelos esforços de chamar a atenção sobre o autismo.

AÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA!

Professores de Educação Física Sem Fronteiras da FIEP BRASIL:
EM  RORAIMA E PARANÁ
 “Um grupo de Profissionais de Educação Física de vários estados brasileiros ministram aulas gratuitas com temas de suas especialidades, pagam o transporte aéreo e recebem no estado o apoio do Delegado da FIEP local e em algumas vezes do CREF do estado, que promovem cursos, responsabilizando os delegados  pela alimentação, transporte interno e hospedagem dos SEM FRONTEIRAS.”


O Projeto SEM FRONTEIRAS da FIEP estará de 4 a 9 de abril, em Boa Vista, Bonfim e Normandia(RR) e de 16 a 23 de abril, em Curitiba, Londrina, Fóz e Pato Branco (PR).
 Cartazes promocionais da atuação dos GRUPOS 1 (RR) E 2 (PR)
UMA HISTÓRIA DE 10 ANOS
                 O Projeto SEM FRONTEIRAS DA FIEP surgiu em 2007, por iniciativa de brasileiros e argentinos, que estiveram em todos os países da América Central, parte continental e a partir de 2008, iniciou a atuação no Brasil. Até o ano de 2013 foram visitados todos os estados brasileirosA partir do ano de 2014, o Projeto SEM FRONTEIRAS, que viajava com um grupo de 10 a 14 pessoas subdividiu-se em GRUPO 1 e GRUPO 2, hoje tem como coordenadores – G1 (Almir Gruhn) e G2 (Leonor e Rosinha), e essa subdivisão está composta de mais de 10 pessoas e o G1 e G2 viajam com um grupo de 6 a 8 Profissionais.  VIAGENS DE 2017– O G1 atuará de 16 a 23 de abril, no estado do Paraná nas cidades de Curitiba, Londrina, Fóz do Iguaçu e Pato Branco e comemora os 40 ANOS DA FIEP-PR e o G2 vai ao extremo norte do Brasil à RORAIMA, no período de 4 a 9 de abril.

COBERTURA
 O Editor do SPP, na qualidade de SEM FRONTEIRAS, Estará de RR, com boletins às 7h30min e 12h55min, na Rádio Imembuí e com matérias no site e jornal SAÚDE PELA PRÁTICA. Assim como boletins na Rádio Universidade, no REDAÇÃO ABERTA, com o Cândido, às 9h. Igual trabalho fará no término dos SEM FRONTEIRAS no PR, desde a cidade de PATO BRANCO, com a inauguração do MUSEU do TCHOUKBALL.

       

       A estada dos SEM FRONTEIRAS no estado de Roraima tem a responsabilidade da Coordenação do G2 com as professoras LEONOR e ROSINHA e em RR do professor Moacir Augusto de Souza e no estado do Paraná, a coordenação do G1 é do professor ALMIR GRUHN e no Estado será do professor  Gildásio dos Santos, Delegado da FIEP-PR.

PALAVRA DO EDITOR 
             Mais uma vez, estamos entusiasmado, aliás é a nossa característica, quando tratamos de assuntos relacionados com a EDUCAÇÃO FÍSICA e a COMUNICAÇÃO ESPORTIVA e muito especial com o Projeto SEM FRONTEIRAS DA FIEP BRASIL, que faz parte de nossa vida, pela participação que temos e também pela oportunidade que tem nos dado na nossa caminhada de coberturas e se soma com as COBERTURAS OLÍMPICAS, indiscutivelmente como as que tem feito uma façanha, um ineditismo próprio de quem é PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA e JORNALISTA. A isso damos graças a DEUS.
               Queremos no fechamento dessa matéria agradecer, certamente em nome da EDUCAÇÃO FÍSICA DO Brasil, a dedicação de nossos colegas coordenadores: O máximo, ALMIR GRUHN, que nos atura em todo o Brasil; as queridas LEONOR e ROSINHA, do nosso Grupo 2, que estará em forma esplêndida em RR, com 10 profissionais e lá estaremos capitaneados pelo MOACIR, um guerreiro na TERRA DOS MACUXIS, onde voltaremos depois de 39 anos - pois fizemos o nosso estágio de jornalismo em Boa Vista, no ano de 1978; o GILDÁSIO que assumiu no estado do PR, quando a FIEP PR faz 40 dias, pena que não foi possível contar essa história pela IMEMBUÍ e VEÍCULOS DE QUILISPORT, pois estaremos só no final, graças a entendimento com o meu colega SCHAVALA, uma história viva que registrará em forma de DOCUMENTAÇÃO, com a criação do MUSEU DO TCHOUKBALL, que claro é muito da vida do SCHAVALA também como ex-jogador de futebol, que o tornou conhecido nacionalmente.
               Então, quase com malas prontas, a partir do dia 4, nós do G2 e a partir do dia 16, G1, em Curitiba, seguindo aos Municípios de Londrina, Fóz e terminando em PATO BRANCO ( lá estaremos, se Deus quiser).
              Voltaremos ainda ao assunto.
                           (CLERY - Editor) 

quinta-feira, 23 de março de 2017

Projeto estimula o aprendizado por meio de música, movimentos e brincadeiras.

Lançado este ano na rede municipal de ensino, o projeto “Brinquedos Cantados: Sonoridades, Poesias e Movimentos Lúdicos na Educação Infantil”, é uma das iniciativas que tem garantido melhor desenvolvimento social, psicológico e estudantil das crianças com idades entre  2 e 12 anos.
 Projeto busca o entusiasmo dos alunos com as atividades escolares
 Projeto estimula o aprendizado por meio de música, movimentos e brincadeiras
  “Minha filha Caroline adora o projeto e nos dias em que ele é desenvolvido, ela é a primeira a levantar-se para se arrumar e vir para a escola”, conta a mãe Cláudia Gomes, 45.
 Alunos resgatam a cultura por meio de cantigas populares
 Toda a escola é preparada para o aprendizado.

Estudantes são estimulados a brincar e interagir.

Com o objetivo de resgatar a cultura popular por meio de cantigas de rodas, o projeto trabalha ritmo e movimento da música. “Queremos desenvolver o lado cognitivo, afetivo e motor dos nossos estudantes”, esclarece a técnica da Secretaria Municipal de Educação (Semec) e idealizadora do projeto, Rosa Costa.

Ela explica que, a partir da brincadeira, os alunos tendem a se sentir estimulados para o estudo. “Eles aprendem a ter mais atenção, memorização e respeito, além disso, desenvolvem melhor a oralidade, escrita e os movimentos”, afirma.
Na Escola Municipal Josino Viana, o trabalho já beneficiou cerca de 400 alunos dos turnos manhã e tarde. “Minha filha Caroline adora o projeto e nos dias em que ele é desenvolvido, ela é a primeira a levantar-se para se arrumar e vir para a escola”, conta a mãe Cláudia Gomes, 45.
A escola recebe o projeto desde o mês de fevereiro. “Durante as aulas, os professores testam os conhecimentos adquiridos por meio dos exercícios, já no intervalo, trabalhamos outras brincadeiras saudáveis”, detalha a diretora Karina Bordalo.
Novos ambientes com jogos educativos foram pensados e criados no hall de entrada da escola, pinturas no chão, no muro e até mesmo bancos. Jogos de dama e amarelinha são os preferidos. "Aprendi a ter mais atenção e agilidade pelo projeto, ganhar no jogo de dama ficou muito mais fácil”, conta a pequena Ana Caroline Gomes, 10 anos.
Números – Em apenas dois meses, o projeto Brinquedos Cantados já beneficiou mais de 600 crianças da Educação Infantil e Ensino Fundamental. A expectativa da Semec é de que mais 800 estudantes participem do projeto ainda neste primeiro semestre.
“A idéia é de que todos os mais de 70 mil alunos da rede possam conhecer o projeto que tem nos rendido um retorno muito positivo segundo relatos de professores e pais”, afirma Rosa Costa. “Muitos apresentavam comportamentos agressivos e tinham dificuldade para socializar. Hoje, graças à contribuição do projeto, essas barreiras têm sido vencidas”, completa.
As próximas escolas a receberem o projeto serão as de Mosqueiro e do Combu. “Todas as crianças que participarem dessa brincadeira vão ficar muito felizes, assim como eu fico. Essa brincadeira me trouxe mais vontade de estudar e aprender”, garantiu o estudante do 3º ano, Ruan Santos, 8.
Texto: Natasha Albarado 
Foto: Tássia Barros - Comus 
Coordenadoria de Comunicação Social (COMUS)
Fonte: http://www.agenciabelem.com.br/Noticia/144085/projeto-estimula-a-aprendizagem-nas-escolas-do-municipio